Resenha - Ela foi até o fim, Meg Cabot - Corujando - de olho em livros, filmes e novidades literárias
resenha category image Resenha – Ela foi até o fim, Meg Cabot 28/09/11 - Comentários

Uma roteirista de sucesso que já contrubuiu para vários filmes de ação que renderam milhões de bilheteria – ela até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal! E agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.

O mais novo livro da Meg Cabot já chegou causando expectativa e curiosidade nos seus leitores. O título já é criativo, chama a atenção. Faz com que você fique imaginando sobre o que esta história se trata e porque, diabos, tem este nome.

A história é sobre uma roteirista de sucesso chamada Lou Calabrese, criadora de Hidengurg e Copkiller. Ela acaba de terminar seu namoro de dez anos com Barry Kimmel – conhecido também por Bruno di Blase – para vê-lo ficar com o seu par romântico do filme que ela escreveu para lançá-lo no mundo os filmes.

Em sua viagem para o set de Copkiller IV e sua fuga do mundo – depois do mais recente casamento hollywoodiano a lá conto de fadas – ela viaja com ninguém menos que Jack Townsend, o ex-namorado de Greta, a mulher pela qual Lou foi trocada.

Além disto, Jack é um ator que ela considera metido a garanhão e muito convencido, principalmente por ter mudado uma frase do seu roteiro.

A simpatia de Jack Townsend por ela não era diferente. Jack não gostava de roteiristas – indiferente de cor, raça ou espécie – e além de achá-los muito convencidos e inflexíveis não conseguia aguentar quando começavam a se gabar pela enorme lista de roteiros escritos para as pessoas que geralmente não os reconheciam.

Bem na hora de viajar ocorre um acidente – ou não – e os dois acabam caindo no gelo, sem comida ou abrigo.

Desde o momento em que o vi na bienal deste ano ele saltou para as primeiras posições na minha lista de prioridades em questão de segundos.

Como todos os livros da Meg, este é gostoso e fácil de ler. Ela sempre conseguiu fazer uma narrativa perfeita, com pensamentos, frases, descrições de cenas que sempre nos leva a viajar pelo cenário e entender o que a personagem está passando ou sentindo.

 

Um pouco maior do que os seus outros livros, “Ela foi até o fim” é um ótimo para se ler sentado em um canto da casa e ficar por horas sem parar.

Para quem gosta de Romances no estilo mais juvenil, Meg Cabot é ideal, mas devo acrescentar que seus livros podem ser lidos tanto por crianças como por adultos, salvo algumas exceções.

Bem escrito e divertido, eu recomendo ‘Ela foi até o fim’ com nota dez. Foi uma das melhores obras da Meg e espero que ela continue escrevendo tão bem quanto sempre, lançando mais livros ótimos. Para quem quiser ver, a capa do livro na versão americana está aí, sob o título ”She went all the way”. Eu particularmente preferi a capa brasileira, mas gosto é gosto.

Ficha técnica:

Título: Ela foi até o fim
Título Original: She went all the way
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record


Compartilhar
Postado por:
Chel Lima
Deixe aqui seu comentário!

CommentLuv badge


Nenhum comentário